Home / Noticias 2008 / 08-101
 

Pedágios das rodovias paulistas sobem 11,52%



O aumento das tarifas acontecerá à partir de 1º de Julho

A partir da próxima terça-feira (1º) os pedágios das rodovias do Estado de São Paulo serão reajustados de acordo com o IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) acumulado entre junho de 2007 e maio de 2008, ou seja, em 11,52%, anunciou hoje a Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo).

O reajuste é aplicado sobre a tarifa quilométrica dos pedágios, base tarifária igual para todas as rodovias concedidas do Estado (exceto Rodoanel) que varia de acordo com o tipo de pista.


Os valores são arredondados para facilitar o troco --assim, os valores podem ficar pouco acima ou abaixo da taxa do IGP-M. Segundo a Artesp, o valor é arredondado na segunda casa decimal: entre 0,01 e 0,049, ajusta-se para baixo, e entre 0,05 e 0,09, ajusta-se para cima.

A partir da meia-noite da próxima terça-feira, a tarifa das pistas simples passará de R$ 0,077 por quilômetro para R$ 0,085; das pistas duplas de R$ 0,107 para R$ 0,120; e dos sistemas de R$ 0,123 para R$ 0,137.

Para automóveis, na concessionária ViaOeste, por exemplo, o pedágio da capital de São Paulo até Osasco e Barueri passará a custar R$ 6,30; para Itu, R$ 7,20; para São Roque, R$ 5,40. Já o pedágio de Itupeva (Autoban), no trecho São Paulo-Campinas, passa de R$ 5,30 para R$ 5,90.

A tarifa mais cara continua na Ecovias, que liga a capital ao litoral sul: a tarifa no trecho Piratininga e Riacho Grande (Anchieta-Imigrantes) passa de R$ 15,40 para R$ 17.

No ano passado, o índice de reajuste ficou em 4,39%. Em 2006, não houve reajuste, já que o IGP-M do período teve deflação de 0,33%.

Fonte: Agência de Transportes do Estado de São Paulo