Home / Noticias 2008 / 08-123

 

Infra-estrura de Goiânia para turismo está entre as melhores



Foto: Gerlind Carvalho

A Fundação Getúlio Vargas e o Ministério do Turismo apresentaram, na sede do Sebrae em Goiás, durante o Seminário Técnico sobre Competitividade dos 65 Municípios Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, nos dias 31 de julho e 1º de agosto, o Estudo de Competitividade Turística de Goiânia. As pesquisas que subsidiaram o estudo foram realizadas na cidade durante cinco dias e complementadas por fontes oficiais, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Relação Anual de Informações Sociais.


Assim como Goiânia, os 65 municípios indicados pelo Ministério como indutores do turismo brasileiro também tiveram um estudo sobre sua competitividade turística. O objetivo dos estudos é servir como subsídio para o planejamento de estratégias que visem o incremento da competitividade do turismo nos municípios.

Para dimensionar os resultados, foram atribuídas pontuações e pesos às perguntas de modo a captar a importância de cada uma delas para o resultado geral, conforme consenso de representantes do Ministério do Turismo, setores públicos e privados, Sebrae e outras entidades. A 'média Brasil’ divulgada pelo Estudo se refere aos 65 municípios pesquisados.

Goiânia

O estudo revela que em Goiânia, as pontuações estão acima da ‘média Brasil’ na maioria dos aspectos analisados. Em infra-estrutura, o destaque é ainda maior. Enquanto a média nos 65 municípios indutores ficou em 63,3 pontos, Goiânia computou 72,8 pontos. Os serviços e equipamentos turísticos da capital goiana também estiveram entre os melhores, uma vez que a média das capitais indutoras esteve em 56,1 pontos e Goiânia recebeu a pontuação 57,8.

Para a pesquisa, não é só o turismo goianiense que se apresenta como promissor, mas também sua economia, que recebeu a pontuação 62, enquanto a média dos outros pesquisados totalizou apenas 56,7 pontos. Uma justificativa para esta força econômica pode estar na capacidade empresarial, outro aspecto abordado pelo estudo: Goiânia recebeu 76,5 pontos, muito além da pontuação média nos 65 municípios (51 pontos).

No entanto, segundo o Estudo, a cidade perde no quesito atrativos turísticos: são 48,7 contra 57,6 pontos da 'média Brasil’. Goiânia também está aquém dos demais indutores no que diz respeito ao marketing da cidade (21,4 contra 46,3). Para deficiências como estas, o Seminário Técnico teve como pauta em seu segundo dia de realização a elaboração de linhas de atuação, levantadas junto às autoridades e dirigentes locais.

 

Fonte: http://www.gestour.com.br/webengine/servlet/Controller?
command=goiania&modulo=noticias&id=40246