Home / Noticias 2008 / 08-89
 
3º Salão do Turismo começa hoje no Anhembi


Do Vale do Acre à Serra Catarinense; da moqueca de peixe ao caldo de feijão preto saboreados ao ritmo do grupo folclórico mato-grossense Tradição. De Norte a Sul, os atrativos turísticos do Brasil poderão ser conhecidos, a partir do dia 18, no 3º Salão do Turismo ¬– Roteiros do Brasil, instalado no Pavilhão de Exposições do Parque Anhembi, São Paulo. O tema da maior mostra da diversidade turística brasileira, este ano, é “Viagem por todo o Brasil em um só lugar” e essa sensação deverá ser despertada nos visitantes da exposição.


A abertura oficial ocorrerá hoje(17), às 19h, com presença do ministro do Turismo, Luiz Barretto, ao lado de prefeitos, governadores e autoridades do setor. Amanhã,dia 18, a partir das 14h, o 3º Salão do Turismo estará aberto ao público. Dentro da estrutura do evento, a Feira de Roteiros Turísticos apresenta, por meio de vídeos, fotografias e prospectos, os 81 roteiros identificados pelo Programa de Regionalização, do Ministério do Turismo, com destaque para os 65 destinos indutores do desenvolvimento turístico regional.

A Vitrine Brasil é outra forma de o público vivenciar os atrativos dos roteiros turísticos em exposição na Feira. É nesse espaço que os visitantes terão contato com a gastronomia, o artesanato, os produtos da agricultura familiar, as manifestações artísticas e culturais do Brasil. Ainda na Vitrine Brasil, o talento dos artesãos brasileiros será conferido, dentro do espaço Saber Fazer, com a produção, ao vivo, das peças a serem comercializadas no evento.

Além de promover os roteiros turísticos, a idéia do MTur, ao realizar o Salão do Turismo, é oferecer ao público geral a oportunidade de comprar uma viagem. Por isso, os principais operadores e agências de turismo estarão presentes na Área de Comercialização. A inovação desta edição é que alguns produtos oferecidos nos destinos brasileiros, como hospedagem e parques temáticos, também serão comercializados. “Nosso objetivo é oferecer a possibilidade de comercialização de todos os produtos da cadeia turística”, explica o secretário de Políticas do Turismo, Airton Pereira.

O Salão do Turismo promoverá ainda a Rodada de Negócios, onde agências e operadoras de turismo poderão se encontrar para firmar parcerias e ampliar os canais de distribuição do produto turístico receptivo. Outro importante espaço na estrutura do Salão do Turismo é o Núcleo de Conhecimento. Debates, palestras e mesas de discussão vão permitir estudantes, empresários, gestores e público em geral conheçam casos de sucesso e as tendências do setor. As Missões Promocionais, visita de jornalistas e operadores internacionais ao evento, é outra importante ação prevista na estrutura do Salão do Turismo.

São Paulo foi escolhida para sediar o Salão por ser o maior centro emissor do país, respondendo por 36% do consumo por pacotes e passagens aéreas. As edições anteriores, em 2005 e 2006, tiveram uma média de 109 mil visitantes por evento, e a expectativa é de um número ainda maior este ano. A última edição do Salão, em 2006, foi responsável por uma movimentação econômica de R$ 25,9 milhões na cidade de São Paulo e envolveu 10,2 mil profissionais.

Ações do MTur – Durante o evento, o Ministério do Turismo vai divulgar as ações e projetos em andamento, entre eles o Viaja Mais, que terá estande próprios para informações e esclarecimentos. O programa é uma ação do ministério para facilitar o acesso de aposentados e pensionistas do INSS e das pessoas com mais de 60 anos a pacotes turísticos dentro do país. O Cadastur e os resultados do Estudo de Competitividade dos 65 destinos indutores também serão temas apresentados no Salão 2008.

Programa de Regionalização do Turismo – O Ministério do Turismo lançou, em 2004, o Programa de Regionalização do Turismo – Roteiros do Brasil. A partir de então, o país passou a trabalhar com uma nova perspectiva para o turismo brasileiro, por meio da gestão descentralizada, estruturada pelos princípios da flexibilidade, articulação e mobilização. Um dos objetivos do Programa é a desconcentração da oferta turística brasileira, localizada predominantemente no litoral, propiciando a interiorização da atividade e a inclusão de novos destinos nos roteiros comercializados no mercado interno e externo. A Regionalização propõe a ampliação das ações, que antes eram centradas nas unidades municipais, e a demarcação do mapa turístico brasileiro em 200 regiões turísticas e 3.819 municípios.

 

Fonte: http://www.gestour.com.br/webengine/servlet/Controller?
command=saopaulo&modulo=noticias&id=39941