Home / Notícias 2012 /

Serra gaúcha investe para receber turistas na Copa 2014

Adriana Lampert

A corrida por capacitação de profissionais de todo o trade turístico das cidades de Gramado, Canela, Nova Petrópolis, São Francisco de Paula, Cambará do Sul e Bento Gonçalves já começou na Serra gaúcha. Setores públicos e iniciativa privada dos seis municípios, eleitos pelo Ministério do Turismo (MTur) como rota turística no Estado para a Copa do Mundo de 2014, têm se reunido para traçar estratégias de como melhorar o receptivo dos destinos e de que forma divulgar seus atrativos aos estrangeiros. A Secretaria de Turismo do Rio Grande do Sul (Setur-RS) encomendou à Fundação Getulio Vargas (FGV) estudo de competitividade para a estruturação das cidades e um plano de marketing para divulgar estas e outras rotas turísticas no exterior.

De acordo com Gilnei Venetti, diretor do Sindicato da Hotelaria, Restaurantes, Bares e Similares da Região das Hortênsias, que abrange Gramado, Canela, São Francisco de Paula e Nova Petrópolis, os municípios já possuem uma rede hoteleira e gastronômica consolidada e contam com profissionais que falam dialetos do italiano e alemão. Mesmo assim, é preciso intensificar a qualificação de mão de obra. "O investimento deve ser permanente. A Copa 2014 é só mais um motivo para que reforcemos os cursos destinados aos empresários do setor turístico." Ele acredita que não há necessidade de criar novos atrativos, mas sim investir em melhorias. 
"Temos roteiros diferentes para, no mínimo, dez dias, fora o comércio, a gastronomia e o setor hoteleiro que estão muito bem preparados."

Em âmbito nacional, a promoção dos destinos tem sido realizada junto com o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). "A Secretaria de Estado de Turismo participou na semana passada da Feira de Madrid, onde levamos um estande com promoções dos roteiros do Rio Grande do Sul, e vamos divulgar material nas feiras de turismo de Portugal e da Alemanha", destaca a titular da pasta, Abgail Pereira. Na América Latina, a estratégia será mais ofensiva, com anúncios em revistas de bordo e outdoors da Argentina e Uruguai, entre outros. 

"Estamos trabalhando com a FGV para a estruturação dos seis destinos já eleitos, mas é importante lembrar que esta lista ainda não foi concluída pelo MTur, e outros roteiros ainda serão definidos como estratégicos. No plano de promoção da Setur, a capacidade receptiva da cada cidade será levada em consideração", pontua Abgail. "Não adianta trazer turista se não tiver hotéis, restaurantes, agências que promovam roteiros. Iremos trabalhar com a perspectiva de que os turistas da Copa 2014 divulguem nossa hospitalidade e que sintam vontade de retornar", diz a secretária. Serão destinados R$ 2 milhões em 2012 para a qualificação de gestores públicos e privados, além de profissionais do trade dos destinos eleitos no Rio Grande do Sul. Outros R$ 4 milhões serão destinados ao Sistema Estadual de Informações Turísticas, visando a divulgar os municípios gaúchos nas fronteiras. 

A lista divulgada pelo MTur já é uma forma de promover os destinos e incentivar os visitantes a conhecerem os atrativos dos municípios próximos às cidades-sede. As cidades selecionadas terão preferência na destinação de recursos e no destaque da promoção oficial. Os investimentos em campanhas promocionais e convênios ao longo de 2012 devem ser de R$ 151 milhões. A Embratur deve destinar R$ 139 milhões para a promoção internacional do turismo brasileiro somente neste ano.

Bento Gonçalves está mobilizada para atrair visitantes

Situado entre as 10 maiores economias do Estado e eleita como rota turística da Copa 2014, Bento Gonçalves está mobilizando sua administração pública, entidades e a sociedade local para atrair os estrangeiros. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), dos cinco projetos avaliados em janeiro na Câmara de Vereadores, três já foram aprovados: a elaboração de Projeto Arquitetônico e de Engenharia para Implementação do Museu Nacional do Móvel (Mumo), a restauração da cobertura de edifício histórico da rota Cantinas Históricas e do Vale do Rio das Antas e a construção de um pórtico no acesso do Roteiro Caminhos de Pedra.

O projeto de paisagismo das rotas turísticas deverá receber verba federal de R$ 180 mil, e terá contrapartida municipal de R$ 16 mil, porém  ainda espera ser avaliado. Bento Gonçalves é uma das 140 candidatas a Campo de Treinamento de Seleção do Mundial. A secretária de Turismo, Ivane Fávero, considera a aprovação dos projetos como mais uma conquista para o turismo. “Com estas ações, estaremos tornando o destino ainda mais atrativo nacional e internacionalmente.”

Cambará do Sul destina recursos para pavimentar vias de acesso

O município de Cambará do Sul, na região dos Campos de Cima da Serra, tem buscado, através de sua Secretaria Municipal de Turismo, planejar ações e levantar recursos para melhorar a infraestrutura de seu principal atrativo, o Parque Nacional dos Aparados da Serra, que abriga o Cânion do Itaimbezinho. “Estamos mobilizados para atender a demanda causada a partir da divulgação da cidade como rota turística da Copa de 2014”, diz o titular da pasta, Dilmar Thewes Reis. 

Entre as iniciativas locais, a qualificação nos acessos ao parque e melhorias em infraestrutura já se encontram bastante adiantadas, conforme o secretário. Somente em obras de pavimentação serão injetados mais de R$ 30 milhões, oriundos de parcerias do município com a União e o governo do Estado. Os principais investimentos já começaram, com as obras da avenida da Tradição, que dá acesso ao Cânion Itaimbezinho; a pavimentação, em andamento, da CS-012 - que leva ao cânion Fortaleza - e pavimentação da RS-020, entre Cambará do Sul e São José dos Ausentes, onde seis quilômetros já foram concluídos. “Atualmente, aguardamos os repasses para a pavimentação de outros dez quilômetros”, diz Reis. 

A intenção dos gestores é integrar a Rota dos Cânions dando condições aos visitantes de percorrerem o local. O secretário anuncia que mais recursos serão pleiteados, buscando concretizar outros projetos e ações em andamento. A empresária Susana Abreu, diretora da agência de turismo receptivo Rota Cultural, diz que Cambará do Sul é um dos destinos com forte potencial para venda de pacotes durante a Copa. “Estamos em tratativas para fechar negócios com a cidade, que, entre outras ações, tem aumentado o número de hospedagens e agências locais.”

Nova Petrópolis quer capacitar atendentes em vários idiomas

A cidade de Nova Petrópolis, que já estava inserida no cenário turístico do Estado, agora tem mais um motivo para intensificar seus projetos de qualificação de mão de obra e infraestrutura do setor. “Estamos nos empenhando, para fazer jus à escolha do MTur”, afirma o diretor do Departamento de Indústria e Comércio do município, Fernando Rodrigues de Souza. “Pretendemos promover cursos de vários idiomas para nossos atendentes do comércio, hotelaria e gastronomia, para que possamos melhor receber turistas do mundo inteiro.” A ideia ainda está no papel, mas Souza garante que o município irá buscar recursos junto ao governo estadual para que os cursos se iniciem neste ano.

Entre os projetos já apresentados para possíveis investidores, Souza cita a criação de um parque de águas termais e a construção de um hotel e de um restaurante no Ninho das Águias, um dos pontos mais altos da cidade – com 720 metros de altura – onde já ocorrem campeonatos de asa delta e paraglider. “Também queremos implementar um hotel destinado aos turistas de negócios”, revela. Com vários pontos turísticos, entre eles a Praça das Flores, Nova Petrópolis recebe mais de 1 milhão de visitantes por ano, de acordo com Souza. Somente o Parque Aldeia do Imigrante atrai cerca de 150 mil pessoas o ano inteiro. 

 

 

 


 

Manutenção e Atualização: KR Comunicação Integrada