Home / Notícias 2013 /

Guias não são mais obrigatórios nas trilhas da Chapada dos Veadeiros

 

A partir da próxima quinta-feira (10/01) os visitantes que quiserem conhecer as principais trilhas do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, unidade de conservação sob gestão do Instituto Chico Mendes, localizada em Goiás, não terão mais a obrigatoriedade de se fazerem acompanhar por um condutor de visitantes.

A partir desta data, com a opção de trilha autoguiada (em que o visitante desvenda a trilha sozinho), a contratação de guias passa a ser opcional. “A decisão pela não obrigatoriedade de guias é fruto de um longo processo de discussão com a comunidade local e com os grupos interessados em visitar o parque. Acreditamos que todo o incremento já ocorrido na Vila de São Jorge, como os serviços de pousadas, bares e restaurantes, absorverá parte da mão-de-obra dos guias (cerca de 130). Outra parte continuará trabalhando no segmento”, explicou Pedro de Castro da Cunha e Menezes, diretor de criação e Manejo de Unidades de Conservação do ICMBio.

O Instituto continuará incentivando a contratação dos condutores de visitantes, tendo em vista que eles agregam valor à visita e prestam serviços valiosos aos visitantes, ajudando-os a melhor compreender a história humana e natural dos parques e reservas, como no Parna da Chapada dos veadeiros/GO. “O trabalho dos condutores de visitantes é e sempre será bem vindo nas unidades de conservação federais”, frisa Cunha e Menezes.

A iniciativa integra um conjunto de medidas que visam a aprimorar a gestão do ecoturismo e proporcionar novas e melhores experiências para os visitantes no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Além da abertura das trilhas de forma autoguiada, está previsto um pacote de medidas estruturantes durante o ano.

No curto prazo (até março/abril) será criada um travessia de dois dias ligando a vila de São Jorge ao Morro do Buracão. Outros novos atrativos a serem criados no médio prazo são uma travessia ligando São Jorge a Cavalcante e pelo menos mais duas trilhas de curta duração (2 a 3 horas), além de melhorias nas áreas de camping e oferta da atividade de canionismo.

A expectativa é de que os investimentos realizados no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, que Integra o Projeto Parques da Copa, cheguem a mais de R$ 4 milhões, o que possibilitará o recebimento de mais visitantes com a consequente geração de emprego e renda advindas das novas oportunidades econômicas relacionadas ao ecoturismo para a região. O parque recebe hoje cerca de 20 mil visitantes por ano, e a expectativa é no mínimo dobrar esse número ainda em 2013, aumentando assim a procura por pousadas e a demanda por restaurantes, transportes e outros serviços de apoio a visitação.

Filipe Cerolim

 

 

 

 

 

 


 

Manutenção e Atualização: KR Comunicação Integrada