Home / Notícias 2013 /

Dicas para campistas

 

Acampar torna-se mais legal e mais fácil com alguma experiência e se nos predispusermos a arriscar alguns truques. Além disso, o receio de nos alimentarmos com comida insonsa durante dias seguidos cai por terra se nos prepararmos convenientemente para cozinhar no campismo!

 

Assim, é essencial ter algum material indispensável, para além do imprescindível fogão de campismo e utensílios para cozinhar:

- Uma geleira com tamanho suficiente para conservar o que quiser manter fresco. Não é necessário que seja das eléctricas, a experiência diz-nos que uns sacos de gelo são mais eficazes e práticos.

- Sacos de congelação de tamanho médio, de preferência dos que têm fecho, para ser mais simples conservar e poder reutilizá-los.

- Conjunto de temperos, como a mistura de pimentas, piripiri, sal, pimentão doce, louro, orégãos secos e caril.

 

O mais indicado para poder conservar comida o melhor possível, é trazer de casa apenas produtos que não necessitem de cuidados especiais de conservação: arroz, massas (os "noodles" são muito práticos no campismo), cebolas e alhos, enlatados (como o feijão, milho, ervilhas, atum, salsichas), bolachas e tostas.

 

Depois de estar instalado e pensar no que vai cozinhar, caso queira arriscar numa carne ou peixe, compre-os no próprio dia e trate de ter sempre gelo e água para manter a geleira fresca e lá refrescar as bebidas e a comida. O que lhe sobrar dos enlatados abertos, de alguma coisa que cozinhou e possa ser reaproveitada, ou caso queira manter algo que comprou mais fresco, guarde nos sacos de congelação! Feche-os bem e mantenha-os no frio. De forma a ser mais seguro conservar carne, por exemplo, o ideal é cozinhá-la com antecedência (cozer é uma boa hipótese) e guardá-la já cozinhada.

 

Para quem precisar de umas ideias do que cozinhar aqui ficam três sugestões de refeições e uma sobremesa:

- Arroz malandrinho de tomate e courgette com atum enlatado ou sardinha enlatada: Faz-se um refogado com cebola, alho e louro. Junta-se tomate e courgette cortados em pedaços e tempera-se com sal, piripiri e orégãos secos. Acrescenta-se um pouco de vinho, tinto ou branco, conforme o que for mais conveniente e, por fim, junta-se o arroz e vai-se adicionando água, provando-o até verificar que está cozinhado mas sem ter evaporado a água toda. Serve-se com atum enlatado ou sardinha enlatada.

 

- "Noodles" com salsichas, courgette e cebola: Num fio de azeite refogue cebola, courgette e no fim as salsichas cortadas em pedaços pequenos, temperando-as com sal, mistura de pimentas e piripiri. Reserve à parte e coza os noodles (aconselhamos os que têm sabor a legumes). Quando estiverem prontos sirva-os, sempre com um pouco de caldo, e acrescente o restante.

 

- Ervilhas com chouriço e ovo estrelado: Numa frigideira ou noutro recipiente deite um fio de azeite e deixe que este aqueça antes de juntar o chouriço cortado aos bocados. Quando o chouriço estiver quase pronto, acrescente as ervilhas de lata para que lhe tomem o sabor. À parte, estrele o ovo (temperado com sal e mistura de pimentas) e sirva tudo junto.

 

- Doce de leite condensado cozido com iogurte: Basta juntar leite condensado cozido (já vendido em lata) com iogurte natural e, se quiser, um pouco de doce (de pêssego, por exemplo). A doçura da sobremesa pode variar conforme o seu gosto, sendo que quanto mais iogurte menos doce fica! No final pode acrescentar bolacha esmagada.

 

 

 

 

 

Manutenção e Atualização: KR Comunicação Integrada