Home / Notícias 2013 /

Camping: Dicas para escolha e uso da barraca

Qual comprar? Eis a dúvida.
Para cada terreno é necessário um tipo de barraca. Isso é fato! Há vantagens e desvantagens na hora de escolhe-la, e o que vai definir se é ideal – ou não, é a necessidade de uso. A barraca será sua morada enquanto estiver acampando e seu abrigo de proteção da chuva, sol, neve e vento. Não adianta querer comprar a mais bonita da loja, se ela não for adequada para a situação da qual irá usar. 

E como descobrir qual é a ideal? 
Responda as perguntas: Onde vai usa-la? Vai acampar várias vezes ou fará uso eventual? No frio ou calor? Venta muito? Qual é o tipo de terreno? Vai carregar sua barraca na mochila enquanto caminha? Quantas pessoas a utilizarão? Essas, são respostas que você precisa ter em mente para a escolha certa.
Para clarear, observe alguns detalhes que facilitará na compra e no uso. 

CATEGORIA
Existem dois tipos de categorias que são definidas pelas estações do ano: três estações e quatro estações.

  • Três estações: são ideais para primavera, verão e outono. Essas barracas também aguentam o frio de climas tropicais. São leves e são facilmente encontradas no mercado com janelas de ventilação, avancê (aquela "varandinha" na porta) e capa. Mais vendidas no Brasil.
  • Quatro estações: ideias para climas frios e são mais resistentes ao vento e condições extremas, pois também isolam a temperatura interna. Essas são mais difíceis de encontrar no Brasil, a não ser em loja lojas especializadas em equipamentos de aventura.

PESO
Para mim, é um dos itens mais importantes a se observar. Sempre que preciso escolher uma nova barraca prezo pelas mais leves e compactas. Não tem nada mais incomodo do ficar carregando um "trambolho" durante a viagem. 
Se você vai viajar de carro, avião, ônibus ou trem, e a maior distância percorrida será entre um terminal e o lugar onde irá acampar – com o mínimo de esforço, tudo bem levar uma barraca um pouco mais pesada. Mas se for carregar nas costas mochila e barraca, não invente de comprar uma do tamanho família de 5kg. Barracas leves variam de 0,5kg a 1,0kg. Um peso de barraca confortável para três pessoas pode chegar até 3kg (essas são as mais comuns). Quanto maior as dimensões da barraca, maior será o peso.

Pequenas (uma a duas pessoas) – 0,5kg a 1,5kg
Médias (duas a três pessoas) – 2kg a 4kg
Grande (mais de três pessoas) – 5kg a 10kg

Obs.: A quantidade de pessoas que cabem dentro das barracas indicadas pelos fabricantes são dúbios. Pois eles não levam em consideração a bagagem e equipamentos. Para uma barraca de duas pessoas, por exemplo, não vá esperando caber você, mais um e dois mochilões. Se for possível, veja a barraca montada antes de comprar.  

COSTURA
Sempre verifique se a costura é selada. Se não for, existe no mercado um produto de silicone liquido selador que reforça as costuras das barracas e mochilas, ideal para quem viaja em épocas de chuva. Ele é aplicado em toda a costura, onde estão aqueles furinhos produzidos pela máquina de costura.

VARETAS
A de alumínio é mais resistente, não corroem quando molhadas e são indicadas para usar em lugares com muito vento. Fibra de vidro é mais leve e flexível, mas podem entortar com ventos fortes ou rachar com o tempo.

ACESSÓRIOS
Escolha barracas com bolsos interno nas laterais, eles darão maior conforto na hora de ter em mãos objetos pequenos como óculos, relógio, mapas, pente e outros. Gancho ou tela no teto também são ótimos para colocar lanternas.

CORES
Marrom, verde musgo e cinza escuro mesclam com a paisagem e não são as mais recomendadas para quem vai acampar em lugares selvagens. A não ser, que o objetivo seja camuflar. Cores vivas como vermelho, verde limão ou amarelo são bem mais fáceis de serem localizadas e permitem que entrem mais luz durante o dia. 

ESPEQUES (estacas)
Nunca é demais ter algumas extras. Dependendo do terreno e do tempo, é melhor colocar mais de uma no mesmo suporte para firmar bem a barraca. 

CORDELETES
Sabe aquelas cordinhas que vêm junto com a barraca? Pois é! Elas tem nome e função. São perfeitas para  firmar a barraca em troncos de árvores ou pedras. Use e abuse dessas cordinhas em lugares com ventos.

LONA
Muita gente quando vai acampar, já compra uma "loninha" para garantir que a barraca fique mais protegida. E aí, vira um "samba de crioulo doido" essa combinação de lona e barraca que mal utilizadas, geram um caos. Não pense que é só jogar a lona em cima da barraca ou coloca-la toda aberta por baixo que seus problemas serão solucionados com a chuva. Isso não irá funcionar! Na verdade, barraca boa tem que aguentar o tranco da chuva, afinal foram desenhadas para isso. Mas caso queira realmente colocar a lona faça assim:

  • Parte de cima: Não encoste a lona em cima do teto da barraca. Faça um outro teto bem esticado acima dela. Dessa forma, você cria uma 3°camada de proteção e não "sufoca" a barraca com a lona. Barracas também precisam respirar, abafar ainda mais retêm o calor todo dentro, e em vez de eliminar um problema, você criará outro.
  • Parte de baixo: O erro mais comum é colocarem a lona tooooda aberta e depois colocar a barraca em cima. Aí sobra um monte de espaço, perfeito para acumular água. Se está chovendo, a água precisa ser absorvida pela terra e não ficar acumulada perto da sua barraca. Por isso, coloque a lona na medida da barraca, sem sobras que possam reter a água e criar um lago à sua volta.  

OUTROS CUIDADOS

  • Nunca guarde a barraca molhada, pois desgasta o nylon, A melhor opção é deixar secar para evitar mau cheiro e o risco de mofar.
  • Quando dobrar a barraca para guardar, tenha um pano úmido em mãos e limpe a parte de baixo. A cada dobra vai passando o pano para limpar. Nada de deixar a barraca suja de terra.
  • Opte em acampar na sombra, o sol também desgasta o nylon. 
  • Barraca bem esticada é sinônimo de conforto. Ela não molha e nem vai sair voando por aí (acontece nas melhores famílias.).
  • Em situações de ventania, evite deixar a parte da frente a favor do vento. 

 

Manutenção e Atualização: KR Comunicação Integrada