Home / Notícias 2013 /

Preservação

 

É comum que os praticantes de atividades ao ar livre tenham sua imagem automaticamente associada à preservação do meio ambiente e a assuntos ecológicos. Se você acampa ou pratica montanhismo, por exemplo, é bem provável que algum dia alguém queira saber sua opinião sobre o destino das reservas naturais ou o que você achou da última ação do Greenpeace no mar do Norte.
No entanto, nem sempre a prática da atividade ao ar livre está atrelada à postura ambientalista. Neste caso, numa situação como a citada acima, você notará uma certa indignação por parte de seu interlocutor se você, que acampa, escala ou pratica iatismo, não se preocupa com o meio ambiente.
É importante ter em mente alguns preceitos básicos para que se evite contribuir para a destruição do meio ambiente, mesmo que indiretamente ou simplesmente por descuido ou ignorância de determinados fatos.
Não é preciso filiar-se ao Greenpeace ou a outra ONG para se considerar um preservacionista.
Uma postura ambientalista por si só já é efetiva, por exemplo no maior uso de artefatos fabricados com material reciclado, conhecimento da procedência da matéria-prima das coisas que você compra, cuidados com seu lixo.
Vale sempre a conhecida frase: "Pense globalmente, aja localmente". Esteja ciente dos principais problemas de nosso planeta e faça tudo o que for possível na sua vida diária para contribuir para sua conservação.

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Manutenção e Atualização: KR Comunicação Integrada